O ex-deputado federal João Pizzolatti deixou o Hospital Santa Isabel na tarde desta quarta-feira (20). Pizzolatti foi levado ao setor de triagem e depois desapareceu sem concluir o atendimento. O ex-parlamentar envolveu-se em um acidente na SC-421, que liga Blumenau a Pomerode. A Polícia Militar Rodoviária (PMRv), que atendeu ao acidente, não acompanhou o deputado até o hospital. Pelo menos três pessoas ficaram feridas, uma em estado grave e as outras duas com ferimentos mais leves. Pizzolatti era o condutor de um Volvo XC 60, com placa de Joinville, que bateu de frente contra um Hyundai IX 35, registrado em Pomerode. Um terceiro carro, um Fiat Mobi, onde estava a vítima mais grave, foi atingido na lateral e chegou a pegar fogo. Em vídeo gravado por moradores logo após o acidente, Pizzolatti acabou confessando que havia consumido bebida alcoólica antes de dirigir e afirmou que assumiria a responsabilidade. Porém, o ex-deputado recusou-se a fazer o teste de bafômetro. Segundo a polícia, ele não foi detido em flagrante porque estava com sinais de que bateu a cabeça no momento do acidente e o médico do Samu preferiu encaminhá-lo ao hospital. Nesta quinta-feira, a polícia deve encaminhar o boletim de ocorrência à delegacia para que seja aberto um inquérito. https://www.youtube.com/watch?v=gIvOwp3Z8uE&t=2s LEIA MAIS:  - Ex-deputado investigado pela Lava Jato se envolve em acidente grave entre três carros em Blumenau