Na tarde desta segunda-feira o IGP (Instituto Geral de Perícias) realizou em Jaraguá do Sul, a reconstituição de um atropelamento ocorrido em 2009, em Jaraguá do Sul, na Rua José Narloch. A Defensoria Pública foi quem fez a solicitação para tentar desbancar a tese do MP de tentativa de homicídio.

Para o Ministério Público, o autor dos fatos, que está respondendo em liberdade, teria acelerado o carro na intenção de matar a vítima. Já a defesa diz que foi um acidente de trânsito, e por isso pediu a reconstituição que foi acompanhada por testemunhas oculares da época. Os peritos terão cerca de 20 dias para divulgar a conclusão do laudo que deve servir de “munição” ou para a defesa ou acusação como prova técnica.

Assista ao vídeo:

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?