William Ribeiro de Oliveira, de 29 anos, morreu após cair de um brinquedo de um parque de diversões. Além da queda, ele foi esmagado pela estrutura do brinquedo. Outras cinco pessoas ficaram feridas. O caso aconteceu na cidade de Itu (SP), na noite de quinta-feira (28). A Polícia Civil vai investigar se houve falha no brinquedo.

O dono do parque informou em depoimento à polícia que o brinquedo "Superman" faz movimentos no ar com as pessoas sentadas e estava em funcionamento quando William retirou a grade que prende os bancos e decidiu ficar em pé.

As informações teriam sido passadas pelo operador do brinquedo e constam no boletim de ocorrência. Quando o operador viu o homem em pé, decidiu parar o brinquedo, foi nesse momento em que William caiu e foi prensado pela estrutura.

O irmão de William, Gabriel Ribeiro de Oliveira, que também estava no brinquedo, afirmou para a TV Tem que o operador não parou o brinquedo.

A vítima foi socorrida e encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Vila Martins, mas não resistiu e morreu. O corpo do jovem foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para autópsia.

De acordo com o diretor do serviço funerário municipal, Edmilson Martins, a causa da morte foi politraumatismo, provocado por agente cortante contundente. A Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar passaram a noite toda no local, trabalhando no resguardo da área.

Outras cinco pessoas, entre 19 e 28 anos, desceram da atração para ajudar o rapaz, mas acabaram se ferindo também. De acordo com as informações divulgadas pela Polícia Militar, elas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e pelo Corpo de Bombeiros e levadas para diferentes unidades de saúde do município (PAM Vila Martins, UPA e Santa Casa).

Visitantes do parque gravaram um vídeo que mostra o momento após o acidente. É possível ver muitas pessoas correndo e gritando e outras tentando ajudar William.

Assista ao vídeo

O dono do parque e o operador foram encaminhados para a delegacia. Uma perícia será feita no local para determinar as causas do acidente.

De acordo com a Polícia Civil, algumas pessoas já foram ouvidas e os depoimentos vão ser analisados com os detalhes da perícia para identificar o que de fato aconteceu. No momento, o caso é investigado como homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e lesão corporal culposa.

Segundo a delegada Marcia Pereira Cruz, mais envolvidos e possíveis testemunhas ainda serão ouvidos. Também foi solicitada uma perícia especializada na área de engenharia, que deve ser feita nesta sexta-feira (29). O inquérito tem prazo de 30 dias para ser finalizado.

Conforme a delegada, o parque tinha toda a documentação necessária para funcionar e que já esteve na cidades outra vezes, sem nunca ter se envolvido em problemas anteriormente.

De acordo com a Prefeitura de Itu, o parque tinha alvará de funcionamento desde quinta-feira (28), quando houve a abertura. Apesar disso, moradores informaram que a estrutura estava no local há quase de duas semanas. A administração municipal, informou que o parque já foi fechado e começa a ser desmontado nesta sexta-feira (29).

O responsável legal pelo parque afirmou à TV Tem que está esperando o resultado final da perícia, mas afirmou que o brinquedo não apresenta irregularidades.

"O erro não foi do brinquedo. O pessoal deu uma olhada no equipamento e viu que está tudo ok. Infelizmente, o rapaz foi andar de forma incorreta, querer ficar em pé, não sei se foi para tirar selfie, eu não sei dizer exatamente, mas ele foi orientado a sentar. Ele sentou e, depois, quando o equipamento rodou novamente, ele ficou em pé, caiu no chão. Aí o equipamento freou rapidamente, mas não foi o suficiente para poder parar e 'catou' ele", relatou.

Ele disse também que o parque vai dar todo o suporte possível para a família de William e para os feridos.

"Infelizmente, foi uma fatalidade. Nós, com tantos anos de parque, nunca tivemos nada nesse caso, foi o primeiro agora. É triste, é lamentável, porque a gente trabalha tanto, a gente luta tanto para poder trazer felicidade e divertimento para a população de várias cidades e com segurança, tudo como manda a lei", completou.

*Com informações da TV Tem/G1.