O delegado regional de Jaraguá do Sul, Fabiano dos Santos Silveira, determinou, na manhã de segunda-feira (14), o afastamento de um servidor público municipal de 53 anos, que respondia pelo Setor de Jogos e Diversões da Polícia Civil em Jaraguá do Sul há mais de 12 anos.

Segundo o delegado, durante as diligências noturnas da Operação DPOL 10, na quinta-feira (10), foram encontrados em três estabelecimentos 13 alvarás do tipo "licença mensal ou diária" com a assinatura falsificada.

A assinatura é diferente da dele e do delegado regional antecessor, Adriano Spolaor, em documentos expedidos entre julho de 2018 e setembro de 2019.

O material suspeito foi apreendido e instaurado Inquérito Policial pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Jaraguá do Sul.

Veja no vídeo:

Conforme o delegado, em depoimento, o servidor afastado confessou que vinha produzindo alvarás irregularmente desde o ano 2016 e que as taxas estaduais eram cobradas em espécie e ele ficava com os valores para si.

Os alvarás não eram processados no sistema e o Estado de Santa Catarina deixava de recolher os respectivos valores. O servidor era cedido pelo município e já retornou à sua lotação de origem.

A Prefeitura de Jaraguá do Sul foi comunicada e também irá apurar disciplinarmente a conduta do investigado.

Mais investigações

As investigações prosseguem pela DIC de Jaraguá do Sul a fim de apurar o contexto de ilicitudes e os prejuízos aos cofres públicos.

À frente da Delegacia Regional desde 31 de maio deste ano, o delegado Fabiano destacou que “o combate às práticas ilícitas desta natureza e o enfrentamento à corrupção são constantemente incentivados pelo governador Carlos Moisés da Silva e pelo delegado geral Paulo Koerich, como uma ação institucional importante da Polícia Civil”.

 

CORREÇÃO: Havíamos noticiado que o servidor foi exonerado, na realidade ele foi afastado das funções.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Telegram

Facebook Messenger