Um vídeo de um barraco envolvendo uma suposta juíza correu as redes sociais neste fim de semana. O caso aconteceu em Balneário Camboriú e, aparentemente, envolveu uma discussão sobre uma vaga de estacionamento. A mulher que chega a agredir a pessoa que filma a confusão e diz que sua família é composta por juízes e promotores é Sirlei Klein, moradora de Joinville. De acordo com informações do jornal O Diarinho, Sirlei responde a processos criminais por roubo e furto em Piçarras. Quer receber as reportagens do Aconteceu em Jaraguá do Sul via Whatsapp? Basta clicar aqui A presidente em exercício da Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC), Jussara Schittler dos Santos Wandscheer, emitiu ainda no domingo (4) uma nota em nome da entidade. A associação esclarece que Sirlei “não integra a Magistratura do Estado de Santa Catarina”. A nota “destaca a existência de sérias dúvidas quanto à real atividade profissional exercitada por essa mulher, estando toda a Magistratura estadual consternada com o episódio”. De acordo com a entidade, medidas judiciais serão tomadas.