Profissionais da Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa (SAP) de Santa Catarina realizaram uma homenagem póstuma à agente de segurança socioeducativa (ACT) Itiara Hepp da Rosa Araujo, de 36 anos.

Ao som de sirenes ligadas, os servidores da pasta permaneceram em frente às unidades, por todo o estado, em posição de sentido, como forma de luto.

Itiara, que estava grávida, trabalhava no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Criciúma.

Ela foi alvejada a tiros, na noite do último domingo, enquanto estava em um veículo estacionado na Zona Norte de Porto Alegre (RS). A agente estava acompanhada do marido, Guilherme Gomes Raya, que também veio a óbito, assim como o bebê.

As circunstâncias e motivações do crime estão sendo investigadas pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

“A SAP presta suas condolências aos familiares e amigos de Itiara e Guilherme pela irreparável perda e lamenta profundamente o falecimento da servidora”, acrescentou a SAP, em nota de pesar.

 

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul