O catarinense Eduardo Geovane, de 36 anos, morreu na tarde do último sábado (22) após realizar um salto de base jump no Rio de Janeiro.

Ele saltou da Pedra da Gávea, mas, devido aos fortes ventos, perdeu o controle e caiu na pista da Autoestrada Lagoa-Barra, onde acabou sendo atropelado.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para a ocorrência por volta das 12h, mas a vítima, conhecida como Sorriso, já foi encontrada sem vida.

Um segundo atleta também realizou o salto e também teve problemas para pousar. Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o momento em que ambos são atrapalhados pela ventania.

Em nota divulgada nas redes sociais, a Federação de Montanhismo e Escalada de Santa Catarina (Femesc) lamentou o ocorrido.

"Sorriso, como conhecido carinhosamente por toda a comunidade da escalada, era um exímio escalador. Não media esforços para progredir no esporte e conquistar seus sonhos", diz trecho do comunicado.