Um grave acidente registrado na tarde deste sábado (6) BR-101, em Penha, chamou atenção de quem utilizada o trajeto. Após colidir em uma moto, um caminhoneiro seguiu sem prestar socorro, o detalhe é que após a colisão a moto ficou presa ao para-choque da carreta e a vítima conseguiu se prender a janela do veículo tentando fazer com que o condutor parasse.

Por volta de 16h a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu a informação de que um caminhão tracionando teria colidido na traseira de uma motocicleta e seguido em frente sem prestar socorro a vítima. No trajeto até o local da abordagem, o referido caminhão colidiu também em mais outros veículos de passeio.

Com apoio da Polícia Militar o veículo foi abordado 32 quilômetros a frente do ocorrido, já nas proximidades do Morro do Boi, em Balneário Camboriú, no momento em que outro caminhoneiro conseguiu fazer o caminhão reduzir a velocidade e puxaram a mangueira de ar dos freios.

Segundo a PM, no momento em que o condutor foi parado, alguns usuários da via agrediram o homem, ação que foi cessada com a chegada da polícia. Em nota as autoridades afirmaram que "ressalta-se, que durante estes 32 km percorridos do local do acidente até a abordagem, a motocicleta ficou engatada na parte frontal do caminhão onde foi arrastada e o condutor da motocicleta segurando na cabine", diz o comunicado.

A passageira da motocicleta atingida pelo caminhão ficou caída no local do acidente em estado grave, sendo socorrida pelo helicóptero Arcanjo do Corpo de Bombeiros. Ela está internada no hospital Marieta Konder em Itajaí.

Homem apresentava sinais de consumo de entorpecentes

Segundo a PRF, O caminhoneiro, de 36 anos, fez o teste com bafômetro com resultado negativo. No entanto, exibia visíveis alterações da capacidade psicomotora causado por alguma substância entorpecente. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia de Balneário Camboriú

Assista o vídeo:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp