Foto: Eduardo Montecino/OCP Reportagem de Patrícia Moraes para o jornal O Correio do Povo. Com a justificativa de que é preciso economizar recursos públicos e deixar de cortar benefícios apenas dos servidores, os vereadores da bancada do PSD, Arlindo Rincos e Ronaldo Magal, apresentaram projeto de lei que diminui o salário do prefeito, vice e secretários municipais de Jaraguá do Sul. Pelo texto, lido em plenário nesta terça-feira, os vencimentos dos agentes políticos sofreriam um corte de 20%. Com isso, o vencimento do prefeito, hoje mais de R$ 27 mil, iria para R$ 23.269,82, do vice-prefeito seria a metade disso e os secretários passariam a receber R$ 13.175,92, ficando vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória. Se aprovado, os novos salários passam a vigorar em janeiro de 2018. A matéria não prevê a redução dos vencimentos dos vereadores, hoje em R$ 11 mil. Segundo Rincos, há oito anos os parlamentares não recebem nem mesmo a inflação de reajuste. Em Florianópolis, antes de aprovar um pacote de cortes que atingiu o funcionalismo, o prefeito Gean Loureiro (PMDB) cortou o próprio salário, dos secretários e diretores em 30%.