A Polícia Civil cumpriu, na tarde da última quarta-feira (21), um mandado de prisão preventiva contra o vereador César Godoy, de São Bento do Sul. Ele está sendo investigado pelo crime de concussão, que é quando o agente público exige vantagem para si ou para outra pessoa de forma direta ou indireta.

De acordo com o delegado Gustavo Muniz Siqueira, da Divisão de Investigação Criminal (DIC), seis casos já foram apurados até o momento. No dia 6 de agosto, a Polícia Civil já havia cumprido mandado de busca e apreensão no gabinete do vereador.

 

 

Com a apuração em andamento, os policiais obtiveram indícios de que o parlamentar teria coagido uma das vítimas de concussão para que ela não o delatasse. Já durante a tramitação do pedido, o Ministério Público colheu informações que indicam que outras duas pessoas teriam sido coagidas para acobertar o suspeito.

A Justiça, então, ordenou a prisão preventiva do vereador, que foi localizado em sua residência. Um assessor do parlamentar, suspeito de participação no delito, foi afastado do cargo. Segundo o delegado Gustavo Muniz Siqueira, o inquérito está em fase final de instrução e deverá ser chegar ao fim na próxima semana.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger