Um vendaval provocou destruição na madrugada do último domingo (20), em Corupá. Ainda não há informações sobre o número de propriedades afetadas no município, mas acredita-se que os ventos foram mais concentrados no bairro Isabel. Conforme a diretora executiva da Asbanco (Associação dos Bananicultores de Corupá), Eliane Muller, no decorrer do dia devem aparecer mais produtores que sofreram prejuízos com o vendaval. “Alguns têm custeio agrícola. A Asbanco vai auxiliar acionando o Proagro (Programa de Garantia da Atividade Agropecuária), porém poucos produtores tem esse seguro”, destacou a diretora. Eliane lembrou que Corupá já havia sido afetada com um vendaval em março deste ano, quando foram perdidos mais de 150 mil pés de banana. “Como a bananeira é uma planta perene, essa que caiu se perde. Com certeza, boa parte dessas plantas que caíram neste domingo estavam cacheadas. O produtor iria colher esses cachos em quatro meses, ou seja, ele perdeu essa renda dele. A planta só volta a produzir daqui um ano”, explicou.

Árvore caiu e por pouco não atingiu residência | Foto Divulgação

Um dos produtores afetados foi Edgar Reese, de 50 anos, que tem uma propriedade próximo à Igreja São Pedro e São Paulo, no interior do município. Ele acredita que cerca de 500 pés dos 20 mil existentes em sua propriedade foram destruídos. Algumas árvores também caíram e por pouco não atingiram a residência de Edgar. Reese registrou em vídeo o prejuízo causado pelo vendaval. Ele disse que o fenômeno durou menos de 10 minutos e estima que o prejuízo que teve em sua propriedade foi de R$2,5 mil. ” O próximo passo será a reconstrução. Teremos que plantar novos pés”, contou Edgar, que já teve a propriedade atingida por vendaval em 2015. Confira o vídeo: Na manhã desta segunda-feira, a Defesa Civil de Corupá informou que não atendeu ocorrências relacionadas ao vendaval da madrugada anterior. Nas estações de monitoramento da Epagri/Ciram localizadas em cidades próximas, a velocidade máxima dos ventos, durante a madrugada de domingo (20), foi de 72 km/h em Joinville e de 54 km/h em Jaraguá do Sul.