A polícia descobriu que três homens acusados de diversos furtos em Santa Catarina são, na verdade, um só. Acontece que o suspeito - de nacionalidade uruguaia -, que já havia sido preso três vezes, apresentou documentos diferentes em todas as ocasiões.

Dentre as cidades em que o suspeito agiu está Jaraguá do Sul: no mês passado, ele e uma ajudante entraram em um condomínio da cidade e realizaram furtos em apartamentos utilizando-se de uma chave mixa.

 

 

Mas há também ocorrências do uruguaio em Palhoça, São José, Araranguá, Porto Belo, Balneário Camboriú e Santo Amaro da Imperatriz.

Prisões

O homem já havia sido preso em 2015, em Palhoça, onde apresentou um documento em nome de Pablo Marcelo Piazente, mas foi solto após pagar fiança.

No ano seguinte, foi deito na BR-101, em Biguaçu. Dessa vez, foi reconhecido como Sebastian Gonzalez Ferreira.

A última prisão ocorreu em 2019, novamente na BR-101, onde o suspeito foi identificado como Washington Wheterall Alvez, que, segundo a polícia, é o verdadeiro nome dele.

Após comparar os três documentos, que continham nomes diferentes, mas apresentavam a mesma foto, a polícia percebeu que o uruguaio adotava diversas identidades para dificultar sua prisão. A defesa dele, no entanto, nega as acusações.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito: 

WhatsApp  

Telegram  

Facebook Messenger