Um homem apontado como responsável pela receptação de cinco toneladas de salmão roubado foi preso nesta segunda (11), em Florianópolis. O roubo aconteceu no dia 24 de outubro, sendo esta a terceira fase da "Operação Sashimi", fruto das investigações da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas, especializada da DEIC (Diretoria Estadual de Investigação Criminal).

Além dele, na sexta (7), dois fornecedores de pescados da Grande Florianópolis foram presos em Palhoça por serem também apontados como receptores da carga.

Durante as investigações, uma vistoria realizada na empresa de pescados do homem preso em Florianópolis apreendeu meia tonelada de polvo e um carregamento de anéis de lula, produtos sem notas fiscais identificando a origem. O estabelecimento foi lacrado e notificado pela Secretaria da Fazenda Estadual.

O proprietário do local foi preso por meio de um mandado de prisão temporária, expedido por conta das investigações que o apontaram como um dos receptores das cinco toneladas de salmão roubado.

Para tentar legalizar a origem da carga, um dos homens, apreendidos em Palhoça na sexta (7), falsificava etiquetas de identificação e revendia o salmão por um preço inferior ao do mercado.  As investigações da DIC continuam para a identificação dos demais envolvidos.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?