As polícias Civil e Militar realizaram uma ação contra ladrões de bancos. Ao todo, foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e oito de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (19), em Itajaí e São Francisco do Sul.

A operação é resultado de uma investigação da Divisão de Investigação Criminal de Itajaí sobre uma associação criminosa responsável pelo cometimento de roubos a instituições bancárias.

Os presos são suspeitos do cometimento de um roubo a agência do banco Sicredi, no bairro São Vicente, em outubro de 2021 e a uma agência do banco Viacredi, no bairro Itaipava, em fevereiro deste ano.

Em ambos os roubos os suspeitos se utilizavam do mesmo modus operandi. Três indivíduos, portando pistolas e armas longas, atacavam as agências no começo do horário do expediente bancário, destruindo o vidro com marreta e subtraindo valores, além de arma de fogo e colete balístico dos vigilantes.

Nos dois roubos foi levado um montante de aproximadamente 230 mil reais. Nesta terça-feira foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido contra três suspeitos.

Ao todo, foram apreendidos dois fuzis calibre 5,56 mm Taurus com sete carregadores, uma pistola Glock calibre 9mm com três carregadores, uma pistola Taurus 92 calibre 9mm, uma carabina Taurus CTT .40 com cinco carregadores, um kit Rone, uma espingarda de pressão, três coletes balísticos, um rádio, uma algema, 10 munições calibre 5,56 mm, uma máquina de choque, equipamentos táticos, dinheiro e celulares.

Segundo a investigação, esse mesmo grupo se preparava para deflagrar outro roubo nos mesmos moldes nas próximas semanas em uma cidade vizinha. Os presos foram encaminhados ao sistema penitenciário, onde permanecem à disposição da Justiça

As investigações prosseguem para a identificação de outros envolvidos. Além do reforço de delegacias de Itajaí, Barra Velha e Araquari, a ação contou com o apoio da Polícia Militar e da Inteligência do Exército Brasileiro.