As polícias Rodoviária Federal e Militar Rodoviária preparam operações para o feriadão da Sexta-feira Santa em Santa Catarina. No Vale do Itapocu, as duas corporações começam a intensificar a fiscalização hoje, diante de uma previsão de um aumento de 50% do trânsito nas rodovias. Ultrapassagens e excesso de velocidade são as principais causas de acidentes. De acordo com o agente Fábio Beckenkamp, que atua na Unidade Operacional da PRF de Barra Velha, haverá o aumento no número de rondas na BR-280, no trecho entre Corupá e São Francisco do Sul. Também haverá a fiscalização do uso inadequado do cinto de segurança e da direção sob o efeito de álcool. Nos postos da Polícia Militar Rodoviária, em Joinville e Blumenau, o reforço será centralizado na SC-110, SC-108 e na SC-413. Como a Páscoa é uma data com tom mais familiar, o fluxo de veículos deve ser voltado para o interior do estado. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, nas rodovias BR-280, BR-282 e BR-470 há pistas simples e uma maior ocorrência de colisões frontais em ultrapassagens, em que há a soma da velocidade dos dois veículos e uma maior incidência de mortes.
“Essas rodovias passam por regiões urbanas e esse é um grande complicador. A gente destaca as regiões urbanas de Lajes, Chapecó, Blumenau e Jaraguá do Sul. O aumento do movimento de veículos é um fator do aumento do número de acidentes nesses trechos”, comenta o inspetor Carlos André Possamai.
A PRF também vai trazer 20 agentes da área administrativa para fazer o reforço do policiamento nas estradas. A Polícia Rodoviária Federal espera que o número de mortes em Santa Catarina seja menor que o do ano passado – foram registradas cinco mortes em 2017, nenhuma delas na região do Vale do Itapocu. Na BR-280, a principal preocupação é com a volta para casa. “O movimento já deve começar a partir das 14 horas de domingo, pegando todo o fluxo de quem vem da BR-101 e de São Francisco do Sul”, explica o agente Beckenkamp.