Um agente da Divisão de Investigação Criminal (DIC), em horário de folga, localizou e prendeu uma mulher procurada pelas polícias de Laguna, condenada a pena de 11 anos de reclusão por associação ao crime de tráfico de drogas. Ela fugia das forças de segurança pública do município.

A prisão foi realizada no interior da balsa, onde a investigada, com o auxílio de algumas pessoas do município, estava sendo transportada para outro esconderijo.

A Polícia Civil, por intermédio da DIC, após diversas diligências investigativas conseguiu comprovar que a mulher, em conjunto com o esposo, dominava o monopólio da venda de drogas de quase todos os bairros do município de Laguna.

Após a prisão de seu companheiro, em fevereiro de 2020, as investigações ainda continuaram, de modo a comprovar que a investigada, ainda em liberdade, continuava a exercer o controle da venda de drogas no lugar do esposo.

Segundo a Polícia Civil, o modo de atuação desenvolvido se dava no gerenciamento e distribuição de crack e cocaína.

Em virtude dos novos fatos, mais uma vez, ela restou condenada pela Justiça, em julho, a pena de oito anos de reclusão por tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas. Desde maio deste ano, ela estava foragida.

"Por intermédio dessas investigações, o Poder Judiciário decretou o perdimento de um terreno avaliado em R$ 100 mil, assim como um veículo automotor e duas motocicletas, adquiridos com dinheiro do crime", informou a Polícia Civil.