Os números que giram em torno da geração de emprego não são nada animadores aqui em Jaraguá do Sul. Em maio deste ano, a cidade registrou a perda de 446 postos de trabalho, sendo quase o dobro registrado no mesmo período de 2015 (254 vagas). De acordo matéria do jornal O Correio do Povo, desde o ano de 2013 este – o de 2016 - é o pior resultado do período. Entre os meses de janeiro e maio, o município perdeu 1.271 vagas de emprego, resultando em uma queda de mais de 220 vagas, com relação ao ano anterior. O setor que apresentou o maior desempenho negativo foi a indústria da transformação, sendo responsável pela perda de 322 postos em maio. Ainda na Indústria, o segmento de material elétrico e de comunicação foi o que mais fechou vagas no período, sendo 110 postos. Em seguida vem a indústria têxtil e de vestuário (-80) e a indústria mecânica (-54). Quem também registrou perda significativa foi o setor de serviços, com a negativa de 110 postos de trabalho, enquanto o comércio foi responsável pelo encerramento de 19 vagas. Segundo o diretor de desenvolvimento econômico do Instituto Jourdan, Marcio da Silveira, para o cenário mudar, é necessário haver alguma sinalização positiva do Governo Federal em termos de investimentos. “Precisamos cortar gastos e melhorar os serviços, esse é o sinal positivo que a economia espera. No momento existem algumas ações neste sentido, mas é preciso tempo para o mercado responder”, destaca. Últimos 12 meses Segundo o Instituto Jourdan, a indústria continua a ser a mais afetada. Em 2016, o saldo ficou negativo em mais de 4,7 mil vagas, na comparação com o ano anterior. Das mais de 5,5 mil vagas perdidas nos últimos 12 meses, 4.177 foram fechadas pela indústria da transformação. Em seguida, o pior desempenho ficou para o setor de serviços, com o encerramento de 842 vagas. Somente o mês de fevereiro apresentou saldo positivo na geração de emprego na cidade este ano, com a criação de 440 postos de trabalho. Já o pior desempenho foi registrado em abril, quando foram fechadas 566 vagas. Segundo Silveira, os cortes de pessoal realizados este mês por algumas empresas grandes da região devem fazer com que o resultado de junho também seja negativo. Nos cinco municípios da microrregião, o saldo do emprego ficou negativo em 548 vagas em maio deste ano. Depois de Jaraguá do Sul, o município com o pior desempenho foi Schroeder, que fechou 65 vagas. Na sequência vem Guaramirim (-26) e Corupá (-16). Massaranduba foi o único município a registrar saldo positivo, com a abertura de cinco vagas no período. Fonte: Kamila Schneider/OCP Online Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS