A integração entre as várias forças da polícia de Santa Catarina foi essencial para descobrir o paradeiro da pequena Fabíola, de quatro anos, sequestrada em Palhoça na noite de sexta-feira (18). A menina está bem. Ela foi encontrada em Florianópolis, no Norte da Ilha de SC, com um casal, que foi preso, em uma operação em conjunto da Polícia Civil, da Polícia Militar e do Instituto Geral de Perícias.

Mais detalhes do caso foram dados em entrevista coletiva neste domingo, na Delegacia Geral da Polícia Civil, em Florianópolis, com a presença também da Polícia Militar e Instituto Geral de Perícias (IGP), que atuaram integrados no caso.

A criança foi raptada do apartamento em que vivia. Durante o sequestro, a mãe dela foi agredida pelos raptores.

Ela ficou semiconsciente precisou ser encaminhada ao hospital para atendimento médico. A criança foi levada pelos suspeitos.

A mãe da criança recebeu alta neste sábado (19). Ela passa bem e foi levada ao IGP (Instituto Geral de Perícias), onde foi submetida a procedimentos periciais, informa a delegada Eliane Chaves, Diretora de Polícia da Grande Florianópolis.

Menina estava no apartamento em que vive, em Palhoça, quando o crime ocorreu | Foto: Reprodução/Redes Sociais

“Nós podemos com toda a certeza, nesta manhã, afirmar que todos que integramos as forças policiais de Santa Catarina e do Sistema de Segurança Pública de SC, que nós ganhamos o nosso presente de Natal. Um sucesso, mais uma vez o Estado de Santa Catarina mantém-se na vanguarda há mais de 25 anos na elucidação de todos os casos de sequestro que aconteceram no nosso território catarinense”, destacou o Presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e Delegado Geral da Polícia Civil de SC, Paulo Koerich.

A diretora de Polícia da Grande Florianópolis, Delegada de Polícia Eliane Chaves, também ressaltou o trabalho conjunto. “Com a segurança unida nós conseguimos chegar a esses resultados positivos que vêm sendo uma consequência do nosso trabalho”.

O Delegado de Polícia da DPCAMI de Palhoça, Fábio Pereira, afirmou que desde o registro do boletim de ocorrência, as forças de segurança estiveram atuantes para lograr êxito em descobrir o cativeiro onde estava localizada a vítima.

O casal foi preso em flagrante por sequestro qualificado. Ao ser abordado, o homem alegou estar sozinho em casa, depois afirmando estar acompanhado da esposa, antes de admitir que havia uma criança na residência.

A sequestradora se recusou a soltar a criança, resistindo a ação policial. O casal foi preso em flagrante.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança