O técnico de futebol Sérgio Ramirez denunciou ontem em suas redes sociais que um suposto estelionatário usou o seu nome para aliciar atletas para jogar no Guarani, de Palhoça, que disputa a Série B do Campeonato Catarinense.

Pela denúncia do treinador, este suposto estelionatário garantia vaga no time de Palhoça mediante pagamento de taxas.

Ramirez registrou um boletim de ocorrência na última quinta-feira (19) na delegacia da Polícia Civil de Palhoça. Além do registro, o uruguaio de 66 anos, radicado em Santa Catarina, usou seu perfil em redes sociais para desmentir o golpista.

O site do Guarani também consta uma “nota de esclarecimento”, onde destaca o golpe. De acordo com a nota, o clube recebeu informações de que havia uma postagem no Facebook, “convocando” jogadores e interessados para disputar a “segunda divisão catarinense”.

A nota alerta ainda que o criminoso solicita que os atletas interessados façam depósitos bancários para a garantia da “vaga” ou do “teste”.

“Eu não sei porque ele usa meu nome e não seu porque ele me escolheu, mas garanto que se eu soubesse essa história não ficaria assim”, revoltou-se.

Ramirez postou, nesta segunda-feira, diversos alertas sobre o falsário e atitude dele.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?