Era para ser mais uma corrida, entre a rodoviária de São Bento do Sul e o bairro Brasília, mas a ‘carona’ terminou de forma trágica, na madrugada deste 1º de novembro. Gilberto Sauer Barros, um taxista, de 42 anos, foi assassinado com uma facada no peito.

Segundo informações repassadas à Polícia Civil, por volta das 3h30 um homem foi até um grupo de taxistas na rodoviária e pediu para ser levado a rua 12 de outubro. Entretanto, ele comentou que só poderia pagar pela corrida quando chegasse ao endereço.

Um taxista que estava na vez, resolveu negar a corrida. Gilberto era o segundo na fila e aceitou levar o homem até o bairro. Ao chegar no local indicado o taxista acabou esfaqueado. Ele ainda tentou sair do veículo e buscar ajuda em uma residência, as não resistiu e morreu antes mesmo da chegada do resgate.

Desgovernado, o táxi acabou caindo em um barranco e bateu contra um poste. Até por volta do meio-dia, ninguém havia sido preso. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Quer receber as notícias no WhatsApp?