Um taxista foi assaltado por volta das 14h30 desta sexta-feira (29) em Joinville. Com exclusividade, o taxista Flávio, que trabalha em um ponto no PA Sul, contou como os criminosos agiram para cometer o roubo. O taxista disse foi chamado para uma corrida na rua Baobás, no Parque Guarani, onde um jovem entrou no veículo. "Ele estava bem tranquilo, não aparentava ser assalto. Ele pediu para ser levado até a casa da mãe no bairro Paranaguamirim para pegar roupas para ir para a praia. Chegando em um prédio na rua Paranaguamirim, entrei no condomínio com o táxi, esperei ele, e então mais um rapaz entrou no veículo", relatou ao Jornal de Joinville. Segundo o taxista, os rapazes falaram que precisavam ir num bar. "Pediram se eu conhecia. Eu disse sim. Passando um pouco o tempo, quando estava próximo à recreativa do Dallas, um deles disse: 'não se mexe que é um assalto'", relata. O assaltante pegou uma faca e pressionou contra o banco do taxista. "Por pouco não atingiu minhas costas, mas senti uma fisgada. Após isso, ele disse para eu sair do carro", lembra. Um dos criminosos ainda disse ao taxista que se ele não saísse do veículo iria matá-lo a tiros. Os assaltantes fugiram e abandonaram o carro próximo ao Morro do Amaral. De acordo com o taxista, um celular, documentos e uma quantia de cerca de R$ 400 foram roubados pela dupla. Os dois bandidos aparentavam ser jovens, tinham cerca de 1,75m e eram magros. Até o momento, eles não foram localizados pela Polícia Militar. Um deles, segundo o taxista, é conhecido pela polícia. Este é o segundo assalto a taxista em menos de 3 dias em Joinville.