Taxa de mortes violentas cai 2,4% e chega ao menor valor desde 2011

Foto: PM/Divulgação

Por: Pedro Leal

20/07/2023 - 16:07

A taxa de mortes violentas intencionais caiu 2,4% no país em 2022 na comparação com 2021. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quinta (20), e apontam para o menor índice desde 2011, quando começou a série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

A definição da entidade de mortes violentas intencionais são aquelas decorrentes de homicídios dolosos, latrocínio, lesão corporal seguida de morte, intervenção policial e morte de policiais.

A nova edição do Anuário também revelou que os investimentos em segurança pública tiveram um crescimento de 11,6% em relação a 2020 e totalizaram R$ 124,8 bilhões.

Segundo os dados divulgados nesta quinta (20), a taxa de mortes violentas intencionais passou de 24 para cada 100 mil habitantes em 2021, para 23,4 no ano passado.

Em números absolutos, a quantidade caiu de 48.431 em 2021 para 47.508 em 2022.

As maiores quedas foram registradas nas regiões Nordeste (-4,5%), Norte (-2,7%) e Sudeste (-2%).

Em contrapartida, a taxa cresceu no Sul (3,4%) e no Centro-oeste (0,8%).

Apesar da queda nos índices, os estados do Norte e o Nordeste ainda são os mais violentos, com destaque para o Amapá, com uma taxa de 50,6 por 100 mil habitantes – mais que o dobro da média nacional. Na sequência vem a Bahia, com 47,1, e o Amazonas, com 38,8.

Os estados com as menores taxas de violência letal foram São Paulo (8,4), Santa Catarina (9,1) e Distrito Federal (11,3).