O juiz Rudson Marcos, da 3ª Vara Criminal da Capital, decretou a prisão preventiva contra dois possíveis proprietários de uma construtora responsável pela incorporação de três edifícios residenciais na praia dos Ingleses, norte da Ilha de Santa Catarina. Eles são investigados pelos crimes de estelionato e formação de quadrilha. As informações são do Tribunal de Justiça de SC. Os empresários teriam vendido o mesmo apartamento para compradores diferentes. A prisão ocorreu durante audiência realizada nesta semana. Os vendas ocorreram entre 2015 e 2016, nos edifícios Maritina, Zarah I e Zarah II - empreendimentos que nunca foram concluídos. Com os golpes, os acusados lucraram cerca de R$ 12 milhões, prejuízo suportado inteiramente por quase uma centena de compradores induzidos a erro. Os envolvidos aguardaram presos pela sentença.