Com informações do ND Joinville. O principal suspeito do desaparecimento de uma dona da casa de Balneário Barra do Sul tentou tirar a própria vida, nesta semana. A informação foi confirmada nesta terça (11) pela Polícia Civil do Balneário, que prefere não divulgar o nome do suspeito. O homem está preso temporariamente na UPA (Unidade Prisional Avançada) de São Francisco do Sul. Saiba mais:Mulher desaparece em Balneário Barra do Sul, no Litoral Norte de SC O suspeito, que é casado e tinha uma relação extraconjugal com Célia dos Santos Mazzo, 44 anos, nega participação no sumiço da amante, mas segundo familiares de Célia, ela teria sido vista pela última vez no dia 14 de setembro, quando teria saído com o suspeito. Natural de São Vicente (SP), Célia morava há cinco anos no bairro Pinheiros, em Balneário Barra do Sul. “Estamos desesperados em busca de notícias do paradeiro de minha mãe. Queremos entender o que aconteceu, saber o que houve com ela. Minha mãe nunca ficou sumida sem dar notícias”, disse a filha de Célia, a conferente Priscila Mazzo Nunes, 27 anos, na semana passada. Quem tiver informações a respeito de Célia deve entrar em contato com a família por meio do telefone, (47) 9747-6415, pelo disque denúncia da Polícia Civil 181, ou pelo 190 da Polícia Militar.