Suspeito de racismo contra segurança da Oktoberfest Blumenau é advogado na cidade; OAB se manifesta

Foto: Divulgação / Prefeitura de Blumenau

Por: Luan Tamanini

30/10/2023 - 16:10 - Atualizada em: 30/10/2023 - 16:49

O homem suspeito de racismo contra um segurança da Oktoberfest Blumenau é advogado na cidade. Ele foi preso ainda na madrugada de domingo (29), logo após o crime, mas solto após audiência de custódia.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Subseção de Blumenau disse que ainda foi oficialmente comunicada em relação ao ocorrido, mas afirmou que repudia todo e qualquer ato de racismo ou injúria racial.

“Tais atos são inaceitáveis e contrários aos valores da igualdade, justiça e respeito que defendemos como instituição”, afirma a nota. “Estamos comprometidos em acompanhar de perto o desenrolar das investigações sobre esse incidente. […] Reforçamos nosso compromisso com a promoção de uma sociedade justa, igualitária e sem preconceitos, e continuaremos a trabalhar para que a advocacia seja um exemplo de respeito aos direitos humanos”.

Entenda o caso

O fato ocorreu na madrugada deste domingo após a Comissão de Segurança da Oktoberfest ser acionada para atender uma ocorrência de agressão entre os pavilhões 1 e 2 do Parque Vila Germânica. Seguindo os protocolos da festa, o suspeito das agressões foi identificado e retirado do evento.

O homem, porém, se negou a ser conduzido de forma amigável e precisou ser retirado das depedências do Parque Vila Germânica pelos seguranças. Já do lado de fora do parque, ele desferiu palavras de cunho racista contra os agentes, ofendendo-os.

Diante dos fatos, o homem foi preso pela Polícia Militar e conduzido à Delegacia de Polícia Civil.

O ato foi registrado pela câmera corporal usada pelos seguranças em serviço. As imagens gravadas já foram enviadas à Polícia Civil, que ficou responsável pelo caso.

Em nota, a Prefeitura de Blumenau disse “repudiar quaisquer atos ou formas de misoginia, discriminação, racismo ou preconceito” e afirmou que a Oktoberfest é “uma festa para todos”.

Confira o que disse a Prefeitura:

A organização da 38ª Oktoberfest vem a público repudiar quaisquer atos ou formas de misoginia, discriminação, racismo ou preconceito. Salientamos mais uma vez que a Oktoberfest é uma festa de todos e para todos e reforçamos que, diante da ocorrência registrada na madrugada de sábado para domingo, todas as medidas foram tomadas e o caso agora está com a Justiça. Lembrando mais uma vez da importância do trabalho dos membros que fazem parte da Comissão de Segurança da Oktoberfest, que preconizam a segurança de todos no evento, seja ele turista, morador da cidade e, claro, os funcionários que estão exercendo suas funções e são fundamentais para este evento, que preza pela transparência e bem-estar das pessoas.