Suspeito de assassinar a ex-mulher, Margarete Zanella, na semana passada, Silvestre da Rosa, de 62 anos, foi encontrado morto, na manhã desta segunda-feira (14), na cela que ocupava no Presídio Regional de Blumenau.

Ele havia sido transferido para a unidade prisional no último domingo (13), quando recebeu alta do Hospital Santa Isabel. Rosa estava isolado em um espaço de triagem onde os presos recém-chegados permanecem por 24 horas para avaliação preventiva ao coronavírus.

De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), o homem teria cometido suicídio. Ele já havia tentado se matar no dia em que assassinou a ex-companheira a facadas. Na ocasião, os socorristas o encontraram em estado grave e o encaminharam para atendimento hospitalar. Durante o período de internação, ficou sob custódia policial.

Rosa respondia por feminicídio e fraude processual, uma vez que existiam evidências de que teria alterado a cena do crime. Após praticar o homicídio, ele enviou uma foto do corpo da mulher já em óbito à filha mais velha dela por WhatsApp.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Telegram Jaraguá do Sul