Suspeito de matar dono de bar por vingança é denunciado pelo Ministério Público de SC

Foto: Pixabay

Por: Claudio Costa

12/07/2023 - 14:07 - Atualizada em: 12/07/2023 - 14:29

O suspeito de matar o dono de um bar em Lages pode ir a júri popular. Ele foi denunciado pelo MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) por homicídio duplamente qualificado. Segundo as investigações, o crime foi cometido por motivo torpe e com emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima, pois o réu teria agido por vingança, utilizando um instrumento cortante, por não se conformar com o relacionamento amoroso do homem com sua ex-companheira.

A Justiça já recebeu a denúncia e vai decidir se o suspeito irá ou não ao Tribunal do Júri. Se o pedido feito pela 11ª Promotoria de Comarca de Lages for aceito, ele se sentará no banco dos réus e será julgado por sete jurados escolhidos aleatoriamente no dia da sessão.

O fato aconteceu em 23 de maio no estabelecimento comercial da vítima, localizado no bairro Ipiranga. Segundo consta nos autos, “o réu chegou ao local por volta das 17h20 e pediu uma bebida ao desafeto, dissimulando a sua intenção homicida. Ao ser atendido, passou a realizar, subitamente, inúmeros golpes em seu desfavor, agindo com manifesta intenção de matar”.

A Polícia Militar foi acionada por testemunhas e encontrou o homem caído no chão, já sem vida e com várias lesões pelo corpo. O suspeito fugiu a pé e permaneceu foragido por alguns dias, mas acabou localizado e está preso preventivamente.

Ainda segundo a denúncia, “ele praticou o crime em virtude de vingança decorrente do inconformismo com o relacionamento amoroso mantido entre a vítima e sua ex-companheira e do sentimento de posse que nutria em relação a ela”.

Notícias no celular

Whatsapp

Claudio Costa

Jornalista pós-graduado em investigação criminal e psicologia forense e pós-graduando em perícia criminal.