O sumiço da jovem Samara Pâmela da Silva completou dois anos no último sábado (13), e segundo a delegada responsável pelas investigações, Milena Fátima Rosa, não existem muitas novidades sobre o suposto desaparecimento. A hipótese menos provável é de sequestro, ou algo do gênero, pois a garota saiu de casa com todos documentos e sumido da porta da escola onde estudava, no bairro Ilha da Figueira. Conforme já havia sido adiantado pelo O Correio do Povo, novos elementos que podem auxiliar na investigação surgiram, e o caso novamente está entre a linha principal de investigações da delegacia. Já houveram inclusive denúncias de que a garota hoje com 16 anos estaria no RJ, o que não se confirmou. Qualquer informação sobre o caso deve ser repassada à Polícia Civil pelo telefone 181, pelo Disque-Denúncia.