O menino que sobreviveu à chacina da creche em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, ganhou alta neste domingo (9).

Henryque, de um ano e oito meses, estava internado no Hospital da Criança Augusta Muller Bohner, em Chapecó.

Ele foi uma das vítimas de Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, que entrou na creche armado com uma espada na manhã do dia 4 de maio.

Foto: Alcebíades Santos/HC

Além de ferir Henryque, o jovem matou duas profissionais da educação e três crianças, todas com menos de dois anos.

O menino sofreu ferimentos na bochecha, nos lábios, na barriga e uma perfuração em um dos pulmões.

Henryque foi socorrido pela agente educativa Aline Biazebetti, de 27 anos.

De casa, ela ouviu os gritos de socorro e foi até a escola.

Foto: Alcebíades Santos/HC

Aline pegou o menino e, com a ajuda do pai, o aposentado Ailton Biazebetti, de 64 anos, foi até o hospital.

Ao sair da internação, profissionais de saúde prestaram homenagens a Henrique ao som do Coral Mensageiros da Alegria.