O tema segurança pública pautou a reunião da diretoria da Associação Empresarial de Criciúma (Acic) na noite dessa segunda-feira, 14. O encontro, promovido de forma on-line, contou com a participação do comandante da 6ª Região de Polícia Militar, coronel Evandro Fraga e do comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade.

O presidente da Acic, Moacir Dagostin, enfatizou às forças policiais o documento entregue ao governador do Estado, Carlos Moisés da Silva, na última semana, pelo Fórum das Entidades de Criciúma (Forcri), solicitando o reforço à segurança pública da região, em pessoal, equipamentos e estrutura.

“Esse é o momento de exigirmos e fazermos as devidas cobranças para que os pleitos com relação à segurança sejam realmente atendidos na nossa região, com a união das entidades, das polícias e da sociedade civil”, destaca o presidente da Acic, Moacir Dagostin.

O comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, também frisou a importância da atuação de forma conjunta.

“É importante que a sociedade civil organizada apoie as forças de segurança para estarmos unidos, buscando dar condições às nossas polícias”.

O comandante da 6ª Região de Polícia Militar, coronel Evandro Fraga, detalhou algumas das fragilidades da segurança local.

“Sempre tivemos uma preocupação em estarmos na vanguarda com a relação à prevenção ao crime e, especialmente, a pronta-resposta ao crime organizado e violento. Nossas preocupações já estão sendo repassadas, há algum tempo, ao comando regional e geral. Muitas relativas ao efetivo e às relações organizacionais. Na próxima semana, teremos formação do curso de sargento e teremos um reforço considerável no efetivo. A Polícia Militar, além disso, solicitou o retorno de todos os policiais militares da 6º RPM que estão fazendo curso de formação de soldados. No rol de necessidades, melhor aparelhamento. Ao longo deste ano, estamos realizando tentativas junto aos parlamentares da região para que, por meio de emendas parlamentares impositivas, possamos fazer a aquisição de fuzis e munições para treinar e operar de forma plena”, expõe Fraga.

Otimismo para o próximo ano

Na última reunião do ano da diretoria da Acic, os empresários também relataram os desafios vividos em 2020 e as projeções econômicas para o próximo ano.

“Nosso primeiro ano do segundo mandato, contou com uma diretoria atuante e comprometida, fundamental para superar os obstáculos e acompanhar a velocidade das mudanças. Muitos foram os esforços empenhados, buscando fortalecer e continuar promovendo ações em prol do desenvolvimento socioeconômico da região. É preciso destacar que a economia está reagindo como um todo e os números vêm melhorando gradativamente e para 2021 estamos muito esperançosos para um ano positivo economicamente”, ressalta o presidente da Acic.

A reunião da diretoria da entidade volta a se reunir no dia 25 de janeiro de 2021.

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp