O número de veículos recuperados no Estado em fevereiro se manteve acima da média nacional, conforme o relatório divulgado pela Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) no início do mês em Santa Catarina. Enquanto a média brasileira fica abaixo dos 50%, Santa Catarina alcançou, no mês de fevereiro, 64%. Dos 1.448 veículos furtados/roubados, 913 já foram encontrados. "Essa é uma união entre todas as forças policiais de Santa Catarina, não só da Polícia Civil", destacou o delegado responsável pela DFRV (Divisão de Furtos e Roubos de Veículos)  da Deic, Rodrigo Bortolini. "O trabalho mostra essa troca de informações e essa integração", completou. Só na unidade especializada, coordenada pelo delegado, a DFRV, 54 veículos foram apreendidos nos dois primeiros meses de 2017, o que representa a recuperação de quase R$ 2 milhões. Além disso, 21 prisões foram decorrentes dessas apreensões. Não é a primeira vez que Santa Catarina mantém esse número de apreensões acima da média nacional. Segundo o delegado Bortolini, o número tem se mantido estável há pelo menos cinco anos.