A juíza Luciana do Nascimento Lampert, da Comarca de Forquilhinha, em nome do Poder Judiciário, foi uma das autoridades que emitiu nota de pesar devido à morte trágica da 3º sargento Regiane Terezinha Miranda, de 37 anos, da Polícia Militar do município.

A sargento Regiane foi assassinada a tiros pelo ex-companheiro, no final da manhã desta segunda-feira, em casa, no bairro Vila Lourdes.

Os indícios levam a crer que, após, o homem atentou contra a própria vida.

Em nota, a magistrada ressaltou que a sargento estava à frente da Rede Catarina de Proteção à Mulher, que atua no combate e prevenção à violência doméstica, desde sua implantação, no município.

“Sua atuação impactou positivamente a vida e o futuro de mulheres em situação de violência, bem como o de milhares de crianças e adolescentes através do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd)”, declarou.

Confira na íntegra:

"A comarca de Forquilhinha, sob a titularidade da juíza Luciana do Nascimento Lampert, presta suas condolências e solidariedade aos filhos, familiares, amigos e a Polícia Militar de Santa Catarina pelo falecimento da Sargento Regiane Miranda, hoje, 13/07, em Forquilhinha.

A sargento estava a frente da Rede Catarina de Proteção à Mulher, que atua no combate e prevenção à violência doméstica, desde sua implantação, no município de Forquilhinha.

Sua atuação impactou positivamente a vida e o futuro de mulheres em situação de violência, bem como o de milhares de crianças e adolescentes através do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

Lamentável e avassaladora a perda não apenas da figura importante e participativa da segurança pública municipal mas, sobretudo, do ser humano tão especial, marcante, doce e forte.

Seu legado para sempre será lembrado. E sua louvável bandeira, tremulada com tanto vigor, continuará sendo erguida e corajosamente defendida.

Luciana do Nascimento Lampert

Juíza de Direito - comarca de Forquilhinha

Despedida

O velório da sargento ocorrerá a partir das 3h (madrugada) no Ginásio Municipal de Esportes Ideal Esporte Clube, localizado na Rua Cinquentenário Leonardo Steiner, nº 150, no Centro de Forquilhinha.

O comando do 9º Batalhão de Polícia Militar ainda informa que, a partir das 9h, no mesmo local, serão iniciados os atos militares de homenagem fúnebre, respeitando as normas e recomendações contidas na Nota Técnica Conjunta nº. 025/2020 DIVS/DIVE/SUV/SES/SC - CORONAVÍRUS (COVID-19).

“Às 9h45min será realizado o translado do corpo para o Cemitério, localizado na Rua João Pedro Saturno, no Saturno, em Forquilhinha, onde ocorrerá o enterro. Em homenagem à sargento Regiane, amanhã, às 9h30min, os policiais irão se reunir em frente aos quartéis, ou em outro local que ofereça visibilidade à homenagem, para prestar a última continência militar”, informa o comandante do 9º Batalhão, o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade.

“Jamais sejam por nós esquecidos”, recitou.

Investigação

O comandante ressalta que o esclarecimento da ocorrência ficará a cargo da Polícia Civil, a qual irá instaurar o inquérito policial para apuração dos fatos quanto à feminicídio, homicídio ou quaisquer outras circunstâncias.

Comoção

A morte da sargento causou grande comoção, em nível estadual, e várias autoridades, além de órgãos e entidades se manifestaram emitindo nota de pesar.


Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança