O projeto de lei que estabelece normas gerais para o funcionamento de zonas de desenvolvimento, inovação e tecnologia em Jaraguá do Sul, o chamado ‘Sandbox Regulatório’, foi aprovado em 1ª votação por unanimidade na sessão desta quinta-feira (8) da Câmara de Vereadores. A segunda e última votação deve ocorrer na próxima semana.

A proposta é de autoria dos vereadores Rodrigo Livramento (Novo), Sirley Schappo (Novo), Luís Fernando Almeida (MDB) e Jonathan Reinke (Podemos), mas foi criada em parceria com membros do Executivo, empresários e com voluntários do Comitê Inova Jaraguá. O presidente do comitê, o advogado Gustavo Pacher, inclusive, esteve na última terça-feira (6) na Câmara para falar sobre o assunto.

O Sandbox Regulatório é uma zona de inovação em um ambiente jurídico seguro e controlado para testes. É, segundo os autores, um projeto de extrema importância para transformar Jaraguá do Sul num possível polo de inovação. Para simplificar: a empresa ou startup receberá autorização temporária para desenvolver seu modelo de negócio, com a possibilidade de isenção de tributos municipais e dispensas de requisitos regulatórios.

“As empresas terão mais liberdade para saírem da caixinha. A Uber, por exemplo, aposta nesta ideia. A tecnologia muda a cada instante. É preciso que as empresas tenham a chance de desenvolverem ideias inovadoras, sem burocracias, e irem testando as possibilidades. Tenho certeza que boas ideias vão surgir em nossa cidade”, explicou o vereador Rodrigo Livramento.