O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de São Francisco do Sul completa 12 anos nesta terça-feira (22). Os serviços prestados à comunidade são de urgência e emergência, ou seja, atendimentos que precisam ser feitos em pouco tempo.

Quer receber notícias no WhatsApp? Clique aqui.

O serviço é regulado por uma central, localizada em Joinville, que atende São Francisco do Sul e mais 26 cidades da região norte e nordeste de Santa Catarina. A central recebe as ligações feitas para o número 192, coleta os dados da pessoa que está ligando e direciona a ligação para o médico regulador. O profissional coleta todos os dados sobre o paciente e, em seguida, solicita o atendimento a uma equipe do Samu.

Na ambulância, o paciente é socorrido e pode ser medicado. Em alguns casos, depois da medicação, o paciente não precisa ser levado até o hospital. De acordo com a enfermeira coordenadora do Samu, Annelise Macedo Cabral, a assistência do serviço é diferente da realizada pelo Corpo de Bombeiros. “O diferencial está nos profissionais que atuam dentro da ambulância. Nós contamos com uma equipe com técnicos de enfermagem e motorista socorrista”, salientou.

Para os atendimentos, o Município possui uma Unidade de Suporte Básico (USB), que é, de forma simples, uma ambulância equipada com materiais de urgência e emergência. “Dentro da ambulância nós temos o desfibrilador, que é utilizado nos atendimentos de parada cardíaca, o aspirador, o material para punção venosa e medicações de vários tipos, assim como talas, ataduras e todo o material para imobilização dos pacientes em casos de fratura”, explicou Annelise.

O Samu é um programa do Governo Federal, que repassa, por mês, cerca de R$ 21 mil reais. A verba é destinada para as necessidades do Samu: gastos com equipamentos, profissionais e todo o funcionamento do serviço.

*Com informações da Prefeitura de São Francisco do Sul