Este ano não tem sido fácil para a Polícia Militar da região com a despedida repentina de seus combatentes.

Desde o início de 2020, até então, quatro policiais militares, lotados no 9º Batalhão e na Guarnição Especial de Içara (Geic) vieram a óbito, três deles de forma trágica.

A Polícia Civil também perdeu um membro precocemente.

O caso mais recente ocorreu na manhã desta segunda-feira, com o assassinato da sargento Regiane Terezinha Miranda, de 37 anos, em Forquilhinha.

Relembre os outros casos

Perdas

  • O primeiro caso de 2020 foi do soldado Estevão Rovaris, de 32 anos, da PM de Içara, vítima de um acidente de trânsito em janeiro.

  • O segundo foi o cabo João Batista Figueira Ribeiro, de 42 anos, alvejado a tiros por um criminoso enquanto cumpria um mandado de prisão no bairro Renascer, em Criciúma, em abril.

  • Em 8 de maio, o sargento Rodrigo Rabelo Citadin, de 36 anos, comandante da corporação no município de Lauro Müller não resistiu após sofrer sequências de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

  • Neste 13 de julho, a despedida, também precoce da sargento Regiane.

Na Polícia Civil

Em fevereiro, a Polícia Civil perdeu o agente Carlos Eduardo Rosa Silveira, de 39 anos.

O então responsável pela Delegacia de Polícia de Cocal do Sul, sofreu um ataque cardíaco e não resistiu, em casa, em Urussanga.


Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança