O jovem de 18 anos que invadiu o Centro de Educação Infantil Pró-Infância Aquarela, em Saudades, na manhã desta terça-feira (4), desferiu ao menos cinco facadas em cada vítima.

Ele entrou na creche armado com uma espécie de "espada ninja" e matou três crianças - menores de 2 anos - e duas professoras, de 20 e 30 anos. Além disso, outra criança foi socorrida em estado gravíssimo.

 

 

De acordo com o delegado Jerônimo Marçal Ferreira, responsável pela investigação, o autor do crime, identificado como Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, era uma pessoa introspectiva, que havia se afastado dos amigos e nem sequer tinha celular.

Além disso, ele possivelmente sofria bullying na escola e tinha comportamentos incomuns. O rapaz teria dito à irmã que a arma posteriormente utilizada no crime seria usada para matar o coelhinho dela.

No entanto, pessoas próximas relataram ao delegado que, apesar do perfil introspectivo, elas nunca perceberam nada de anormal no rapaz e jamais imaginaram que ele cometeria o crime que chocou o país.

Ainda de acordo com o delegado, o jovem trabalhava e não tinha passagens pela polícia. O computador dele foi apreendido e será usado na investigação.

Os corpos das vítimas deverão ser liberados pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) às 22h desta terça-feira.

Nomes das vítimas do atentado

  • Keli Adriane Anieceviski, 30 anos;
  • Mirla Renner, 20 anos;
  • Murilo Massing, 1 ano e 9 meses;
  • Anna Bela Fernandes de Barros, 1 ano e 8 meses;
  • Sarah Luiza Mahle Sehn, 1 ano e 7 meses.