Um rapaz de 21 anos ficou ferido em um acidente entre carro e moto na noite de sexta-feira (25), no bairro Rio Cerro 1, em Jaraguá do Sul. A ocorrência foi atendida pelos bombeiros voluntários às 22 horas na rua Ricardo Fritzke. A vítima, de iniciais E.H.E., estava com fratura nas duas pernas, fratura exposta no braço direito e hemorragia. O motociclista foi encaminhado pelos socorristas ao hospital São José. O estado dele era estável. Ainda na noite de sexta-feira, às 19h48, os bombeiros usaram abafadores para apagar um incêndio em entulho em uma área de cerca de três metros quadrados na rua Carlos Eggert, no bairro Vila Lalau. Já no início da madrugada deste sábado (26), ocorreu incêndio em mata na rua Willy Krutzsch, no bairro Santo Antônio. O fogo foi controlado pelos moradores e não houve necessidade de deslocamento dos bombeiros. Por volta das 1h30, um homem de 29 anos foi agredido na rua Bernardo Dornbusch, próximo ao Mime, no bairro Vila Lalau. Ele estava com ferimentos na cabeça e foi encaminhado em estado estável ao hospital. Diariamente, vidas se perdem no trânsito, que é a principal causa de mortes entre pessoas de 15 a 44 anos e provoca em todo o mundo 1,3 milhão de óbitos anualmente, de acordo com a Organização das Nações Unidas.
Como agir em caso de acidente:
Procedimentos no local: 1 – Verifique quantas vítimas estão envolvidas no acidente; 2 – Sinalize o local para evitar novos acidentes. Utilize triângulos e pisca-pisca do carro ou de outros veículos; 3 – Chame o socorro especializado. Informe o local exato e a descrição das vítimas (homens, mulheres, crianças, idade, sexo, ferimentos visíveis). Os telefones de emergência são: 193 – Bombeiros Voluntários: para fazer o resgate; 190 – Polícia Militar: para registrar a ocorrência no caso de acidentes com vítimas; 198 – Polícia Militar Rodoviária (no caso de acidentes em estradas estaduais); 191 – Polícia Rodoviária Federal (no caso de acidentes em estradas federais). Procedimentos com a vítima: 1 – Mantenha a calma. 2 –Jamais faça a vítima saber qual a extensão real dos ferimentos; 3 – Evite contatos diretos com o sangue ou fluídos orgânicos da vítima; 4 – Evite mover a vítima. Só o faça se houver perigo de agravamento, como no caso de incêndio no veículo; 5 – Durante a remoção, procure evitar que a vítima se mexa, mantenha a posição original até chegada de socorro especializado. Mover uma pessoa acidentada é extremamente complicado e requer o uso de várias técnicas de imobilização.