Após algum tempo inativo até pela falta de efetivo, voltou a ser utilizado pelas ruas de Jaraguá do Sul, em locais pré-determinados, o radar móvel, operado pela Polícia Militar. NO primeiro dia da fiscalização, ocorrida na última quarta-feira (11), os policiais se surpreenderam com a velocidade que estava sendo atingida por um dos veículos fotografados. O veículo, um Citroën C4 Pallas, foi flagrado pelo radar móvel do 14º Batalhão transitando pela Avenida Prefeito Waldemar Grubba em Jaraguá do Sul a 150 quilômetros por hora, a velocidade máxima regulamentada para a via é de 60 km/h. O condutor responderá por crime de trânsito, teve Carteira Nacional de Habilitação recolhida e o carro apreendido.  O homem de 35 anos foi abordado já no município de Guaramirim, onde os policias constataram que os pneus estavam sem condições de uso e o lacre da placa estava rompido, motivos pelos quais o carro foi apreendido. De acordo com o Artigo 311 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), trafegar em velocidade incompatível com a segurança nas proximidades de escolas, hospitais, estações de embarque e desembarque de passageiros, logradouros estreitos, ou onde haja grande movimentação ou concentração de pessoas e gerando perigo de dano, as penas são de detenção, de seis meses a um ano, ou multa. Após receber voz de prisão em flagrante pelo crime, o motorista assinou o Termo Circunstanciado e foi liberado, contudo o carro foi levado ao pátio de veículos apreendidos em Guaramirim. O radar móvel da Polícia Militar circula as principais vias de Jaraguá do Sul para flagrar abusos e coibir o desrespeito à legislação de trânsito. Durante a tarde de ontem nós entramos em contato com o 14° Batalhão da PM, para saber sobre o número de autuações. Segundo a policial encarregada pelo departamento, não há um número especifico diário de notificações. As fotos ficam todas computadas e criptografadas no aparelho, e são descarregadas por uma empresa específica uma vês por mês, para aí serem avaliadas e contabilizadas. Porém, como referência, no ano de 2016 foram mais de três mil notificações do radar móvel.