Há cinco anos levando estímulo e apoio a pacientes em tratamento de câncer, o Projeto A Semente abre as portas de sua sede à comunidade neste sábado (25). O espaço próprio, cedido pela Prefeitura de Jaraguá do Sul, representa o reconhecimento do trabalho para as mais de 30 voluntárias.

A sala localizada na Rodoviária de Jaraguá do Sul foi completamente reformada e ganhou um toque de aconchego que representa fisicamente todo cuidado que a equipe tem com o projeto. Segundo a voluntária Denise Schiochet e Souza, tudo que foi necessário para organizar a sede foi conseguido por doações.

Sede fica na Rodoviária | Foto Natália Trentini/OCP News

Já na entrada o girassol, símbolo do projeto, dá as boas vindas para o corredor onde são exibidas peças de artesanato produzidas pelas voluntárias e doadas pela comunidade para angariar fundos.

A sala mais espaçosa abriga as máquinas de costura e materiais utilizados para produzir os lenços e toucas doados a pessoas em tratamento oncológico, ainda são confeccionadas bonecos para as crianças e adquiridos bonés para o público masculino.

As doações acompanhadas da “Semente”, como é chamado um cartão que leva uma mensagem de encorajamento escrita a mão, são levadas aos hospitais da região e enviadas também para outras cidades, inclusive fora do Estado e do País.

“O girassol quer dizer a esse paciente que levante a cabeça, tem alguém que vai te dar força, a família, os amigos, nós enquanto projeto e outras entidades que fazem trabalhos, a medicina, mas o principal é Deus, que conduz a vida de todos nós. Precisamos ter fé para perseverarmos e passarmos por isso, eu tive, então a gente sabe, vivenciou isso a flor da pele”, ressalta Denise.

Foto Natália Trentini/OCP News

Durante os últimos anos, por conta das restrições em função da Covid-19, o trabalho se centralizou na região.

A fundadora do projeto conta que esse trabalho impacta a vida de muitas pessoas, que relatam o estímulo recebido pelas mensagens ao longo do tratamento.

Ter uma sede deve ajudar ainda mais nessas ações. “É um espaço apropriado para as nossas ações, tudo aquilo que a gente sempre almejou de ter um espaço condizente para a produção e poder fazer toda a logística de distribuição do material”, finaliza Denise.

 

Quer saber mais sobre o projeto?

O contato pode ser feito pelo telefone e Whatsapp (47) 99104-6510 ou pelo e-mail projetoasemente@gmail.com

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp