As polícias Civil, Militar e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Jaraguá do Sul lançaram, na manhã desta quarta-feira (1º), no Clube Atlético Baependi, o programa “Policial Amigo”.

De acordo com o comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Gildo Martins de Andrade Filho, a ideia é que estabelecimentos comerciais parceiros da iniciativa disponibilizem água, café, banheiro e internet gratuitos para os policiais.

Andrade afirma que a parceria tende a gerar bons frutos para a comunidade jaraguaense. “A ideia é aproximar o policial, seja militar ou civil, dos comerciantes e da comunidade.

O comerciante que quiser participar do programa adquire um adesivo ou um banner e o coloca na vitrine. Então, ele passa a fazer parte de uma rede de aproximação com os policiais. É uma forma da gente se aproximar da comunidade e valorizar mais o policial”, destaca.

Iniciativa deve chegar a outros municípios

Idealizador da iniciativa, o presidente da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul, Anderson Kassner, buscou o exemplo de uma cidade no Rio Grande do Sul. O vereador adianta que a ideia será levada para as cidades de Guaramirim, Massaranduba, Corupá e Schroeder.

Para Kassner, a ação é uma via de mão dupla.  “O policial vai se sentir mais motivado com essa parceria e qual o comerciante que não vai querer um policial dentro da sua loja?”, questiona.

O delegado regional Adriano Spolaor ressalta que a sociedade, muitas vezes, vê o policial como um opressor e que essa ação faz com que essa ideologia seja colocada de lado.

Programa deve contar com o apoio de estabelecimentos comerciais de Jaraguá do Sul | Foto Eduardo Montecino/OCP News

“Esse programa vai ser recebido de forma muito agradável por todos os policiais civis e militares. Parece ser um gesto pequeno, mas é simbolicamente muito importante e de extrema importância. Eu espero que essa ideia viralize e seja copiada por outras cidades”, comemora.

O comandante do 14º BPM lembra que muitos estabelecimentos já oferecem ajuda de forma voluntária aos policiais militares. Para ele, o policial militar não é um “alienígena”, que está fora da realidade e do cotidiano das pessoas.

“O cidadão de bem, o empresário tem que ver que no policial uma figura que está ali para proteger a sociedade, e não um alienígena. Nossos policiais são muito próximos dos comerciantes na região. E essa ação vai reforçar ainda mais o comprometimento em trabalhar em prol do bem comum”, comenta.

Quer receber as notícias no WhatsApp?