Procon de Massaranduba alerta para golpe da lista telefônica

Procon de Massaranduba alerta para golpe da lista telefônica Procon de Massaranduba alerta para golpe da lista telefônica

Segurança

Por: OCP News Jaraguá do Sul

sexta-feira, 02:17 - 02/02/2018

OCP News Jaraguá do Sul
O conhecido "golpe da lista telefônica", muito aplicado em 2016, voltou a atingir consumidores de Massaranduba. As informações são do Procon do município. Receba as notícias via whatsApp. Clique aqui para fazer fazer do grupo OCP News Segundo a Técnica de Atividades de Defesa do Consumidor, Tayse Wittkowski, geralmente o golpe acontece por telefone. Ela explica que as vítimas recebem ligações de falsas editoras de listas telefônicas pedindo para atualizar dados cadastrais com o intuito de renovar, sem custos, contrato de divulgação gratuita no site ou publicação na lista telefônica. Pedem ainda informações como, por exemplo, números de documentos, dizendo ser por razões de segurança e confiabilidade das informações fornecidas. Em seguida, os golpistas enviam um documento por e-mail pedindo para assinar, carimbar e devolver. Ocorre que o empresário ou o funcionário não observam que se trata, na verdade, de um contrato com valores definidos, em letras mínimas, o que dificulta a atenção de quem vai assinar. E então, após algum tempo, o consumidor recebe uma cobrança de valores. Caso o consumidor se recuse a efetuar o pagamento, os golpistas iniciam ameaças, constrangimentos e cobranças. Mas, não para por aí. Segundo o Procon, dando continuidade a fraude, um suposto cartório de títulos ou escritório de advocacia, entra em contato com o consumidor e o ameaça com a iminência do protesto de tal título, e que para evitar a inclusão do nome nos órgãos de restrição ao crédito, o mesmo deveria fazer de imediato o pagamento, através de depósito. O intuito é assustar o consumidor e, assim, fazer com que o pagamento seja efetuado. Vale ressaltar que o consumidor sempre tem que ficar atento quando alguém liga pedindo seus dados. Os dados cadastrais são sua identidade, e com essas informações é possível contratar em nome delas. Em casos como este, a orientação é reunir o maior número de informações possíveis sobre a falsa editora de listas. Depois, procure o PROCON e/ou o judiciário mais próximo de sua residência e registre a sua reclamação. Confira as orientações do Procon: - Oriente funcionários a jamais repassarem dados ou qualquer outra informação via telefone ou e-mail; - Não efetue contratações por telefone ou verbalmente com quem você desconhece; - Antes de passar quaisquer dados da empresa certifique-se com quem está falando; - Não assine recibo, formulário, contrato ou qualquer espécie de documento sem ler todas as cláusulas atentamente; - Não aceite documentos com campos em branco que permitam o preenchimento posterior; - Fique atento a cláusulas escritas com letras de tamanho menor do que das demais; - Não exponha os dados cadastrais da empresa em cartões de visitas; - Nenhum cartório liga para a empresa informando o protesto ou ameaçando;
×