Atualizada

O chefe de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), de Santa Catarina, Luiz Graziano, manifestou-se, em áudio enviado à imprensa, agora há pouco, sobre a prisão de cinco suspeitos de envolvimento no assalto ao Banco do Brasil, em Criciúma, no Rio Grande do Sul.

Ele ressaltou que, desde o início, pós assalto, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul (RS); a Polícia Civil, gaúcha e catarinense; a PM de SC e a Brigada Militar do RS; o Instituto Geral de Perícias (IGP) e Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), capitaneado pelo Ministério Público, estão trocando informações e trabalhando incansavelmente.

“Hoje, no final da tarde, foram presas cinco pessoas, sendo duas em Porto Alegre e três em Torres (RS). Suspeitos fortes de estarem envolvidos no assalto em Criciúma. Ainda não sabemos se eles virão para Araranguá, enfim, para Santa Catarina, ou se vão ficar no RS”, explica.

Conforme informações, eles já teriam sido levados à sede da Divisão de Investigação Criminal (DIC), de Araranguá.

Segundo Graziano, as informações ainda são conflituosas, pois há muita gente envolvida.

“Essas são as informações que nós temos agora, mas o que é importante é mostrar o trabalho feito, a resposta dada. Uma integração muito grande das forças policiais de SC e do RS e é essa primeira prisão de suspeitos fortes que deve levar a solução desse crime”, concluiu, acrescentando que a luta pela vida do soldado Jeferson Luiz Esmeraldino, alvejado pelos criminosos, é mais um motivo para o empenho policial e para mostrar que isso não se faz em SC, ou qualquer outro lugar do país.

Fotos: PRF/RS

Na abordagem, dinheiro foi apreendido.

Manifestação

A Polícia Civil de SC informa que somente amanhã, pelo período da manhã, fará qualquer informação ou confirmação sobre as ocorrências em andamento e que se desenrolam em contato com a Delegacia de Roubos e Antissequestro da DEIC.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul