Uma imagem de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) passou a circular nas redes sociais e em aplicativos de comunicação, nos últimos dias. A imagem mostra a viatura com câmeras, apontadas como possíveis radares, em sua superfície. Porém, a PRF desmentiu os boatos através da Assessoria de Imprensa nesta terça-feira (14). Segundo o comunicado, as câmeras que estão na viatura fazem parte de um projeto pioneiro, ainda em fase de testes, no estado do Ceará. O objetivo dos aparelhos é reconhecer as placas dos veículos que circulam nas proximidades. O projeto usa a tecnologia de reconhecimento de caracteres OCR (Optical Character Recognition). “O equipamento não tem a finalidade de aplicar multa”, explica a nota. O seu uso, de acordo com a PRF, é destinado para identificar – em tempo real – irregularidades. Dessa forma, é possível encontrar veículos envolvidos em queixas de furto e roubo. A partir da leitura das placas, a ferramenta analisa as informações do carro ou motocicleta e usa o sistema global da PRF para fiscalizar. O uso, de acordo com a PRF, transforma a fiscalização e a detecção das irregularidades em processos mais rápidos, além de ter eficácia e precisão em abordagens policiais, direcionadas a veículos que tenham mais probabilidade de apresentar irregularidades.