A Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Santa Catarina, informou que desde a manhã desta quinta-feira (15), suspendeu o uso de radares móveis de fiscalização de velocidade nas rodovias federais do Estado, em decorrência do despacho no "Diário Oficial da União", com a determinação vinda do presidente Bolsonaro. Ao todo, 11 equipamentos estáticos, ou seja, que ficam nas mãos do policial ou em um suporte, eram usados nas nove rodovias federais do estado.

A A determinação não se aplica aos radares fixos, que são aqueles instalados em local definido e de forma permanente e nem aos utilizados pela Polícia Militar Rodoviária ou pela Polícia Militar nas cidades, ou seja, nas rodovias estaduais, como a SC-108 que liga Guaramirim a Massaranduba, ou até mesmo em Jaraguá do Sul, os radares móveis que já eram utilizados, podem continuar a ser. Um projeto de lei para que eles sejam retirados também das rodovias catarinenses já foi apresentado pelo deputado Valdir Cobalchini. Em Fevereiro, o comandante da PRE, Evaldo Hoffmann, se reuniu com o parlamentar e foi definido que o projeto vai disciplinar a fiscalização móvel, que poderá ser feita somente em locais de ampla visão do motorista, com cones, e em pontos com estudos previamente realizados. E em alguns casos será feito o uso de lombadas eletrônicas.

Flagrantes eram frequentes

Com frequência quase que diária, a PRF de Santa Catarina divulgava em suas redes sociais, fotos de flagrantes de veículos e motocicletas flagrados em limites muito acima do permitido. Entre os casos noticiados no OCP, uma moto a 280Km/h e mais de três mil carros multados em um único final de semana.

PRF flagra motocicleta trafegando a 280 km/h na BR-101, em SC

PRF flagra mais de 60 carros acima do limite de velocidade em rodovia de SC

PRF flagra mais de 3 mil veículos em excesso de velocidade no fim de semana

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger