Prevenção ao abuso infantil: Polícia Civil de SC intensifica ações junto à comunidade; saiba como denunciar

Foto: Divulgação/PCSC

Por: Elisângela Pezzutti

18/11/2023 - 13:11 - Atualizada em: 18/11/2023 - 13:32

Neste domingo (19), é comemorado o Dia Mundial da Prevenção ao Abuso Infantil. Para marcar a data, a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Coordenadoria das Delegacias de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (CDPCAMI) está desenvolvendo uma intensa agenda de atividades dentro do Programa Minha Voz Tem Vez.

O objetivo do programa é promover a proteção de crianças e adolescentes por meio de informação qualificada. De forma lúdica e com linguagem adequada á faixa etária, equipes formadas por psicólogos policiais civis estão realizando palestras e rodas de conversas nas escolas e nas instituições que formam a rede de proteção em todo o estado.

O delegado-geral, Ulisses Gabriel, reforçou que cada vez mais a Polícia Civil estará presente no dia a dia da comunidade escolar. “Quando os policiais civis estão ministrando palestras, levando atividades lúdicas, rodas de conversa isso também representa um reforço na segurança das escolas, pois lá estará a Polícia Civil”, disse o delegado-geral. “Uma criança indefesa, que não conhece os riscos a que está exposta, precisa ser conscientizada. E o Minha Voz Tem vez trabalha a informação – com linguagem e conteúdo adequados a cada faixa etária – para prevenir estes crimes. Vamos reprimir fortemente, mas nosso objetivo é evitar que o crime aconteça”, finalizou.

Coordenadora das DPCAMIs, a delegada Patrícia Zimmermann D’Ávila destaca a importância do trabalho do psicólogo policial, no âmbito da PCSC e ressalta o compromisso da instituição com o tema. “A Polícia Civil desenvolve um trabalho importantíssimo no estado de Santa Catarina na proteção de crianças e adolescentes vítimas de violência”, assinalou.

A delegada reforçou que, além de realizar uma investigação precisa, os policiais civis atuam na perspectiva da prevenção com treinamento qualificado que permite a abordagem de um tema tão delicado de forma assertiva. Outro ponto destacado pela delegada é a importância de reduzir a subnotificação dos casos. “Uma das ações da Coordenadoria para jogar luz sobre um tema tão delicado é o Programa Minha Voz Tem Vez que tem por objetivo a prevenção de toda e qualquer forma de violência contra crianças e adolescentes”, enfatizou.

De acordo com a psicóloga policial Indiane Bertuol Werling de Oliveira, além de atuar nas delegacias, o psicólogo policial tem um papel importante junto à rede de proteção. “O trabalho de prevenção que estamos fazendo em parceria com as instituições de assistência é fundamental para o enfrentamento à violência. Além disso, estamos aproximando a Polícia Civil da comunidade”, observou a psicóloga.

A psicóloga policial da DPCAMI de Itajaí, Danielle Cadan, assinalou a importante contribuição dos psicólogos policiais na prevenção a este tipo de crime. “Este profissional tem condições técnicas de desenvolver e executar ações de prevenção à violência sexual contra crianças, pois seu campo de conhecimento estuda o desenvolvimento infantil, o qual compreende, também, a sexualidade infantil”, concluiu.

Ações programadas para marcar o Dia Mundial da Prevenção ao Abuso Infantil

Braço do Norte: nos dias 20, 22 e 23/11 a psicóloga Clarissa fará as ações em três Escolas de Educação Básica: Dom Joaquim; Werner Knabben e Cônego Nicolau Gesing.

Itajaí: no dia 21/11, a psicóloga Danielle fará palestras com duas turmas da Escola Básica Municipal Avelino Werner.

Videira: no dia 21/11 a psicóloga Claudiana fará uma palestra no Centro Educacional Municipal Iomerê para 125 participantes.

Chapecó: no dia 22/11 a psicóloga Jiana fará uma roda de conversa sobre o tema no CRAS São Pedro e no CREAS II do município.

Canoinhas: no dia 22/11, a aPsicóloga Mellize se reúne com a equipe da Escola de Educação Básica de Três Barras.

São José: no dia 23/11, a psicóloga Maíra realizará palestra para professores do projeto EMFRENTE da Educação Municipal.

Criciúma: no dia 24/11 a psicóloga Samira fará uma capacitação aos conselheiros tutelares, oportunidade em que abordará o tema.

Eventos já realizados:

Balneário Camboriú: dia 17/11 os psicólogos Italo e Carola realizaram encontro sobre o tema na Escola Lili.

Joaçaba: dia 09/11 foi realizada a primeira etapa das Oficinas do Projeto ‘Proteja uma Criança’ para acadêmicas do curso de Psicologia da Unoesc. A capacitação foi realizada pelas psicólogas policiais Alessandra Loraschi e Giovana Roman que atuam na DPCAMI de Joaçaba, abordando temas que envolvem o abuso sexual infantil, o desenvolvimento da sexualidade e educação sexual como forma de prevenção.

Gaspar: dia 01/11, a psicóloga Carla Fernanda se reuniu com profissionais da rede de proteção: Assistência Social, Educação, Saúde e Conselho Tutelar para falar sobre o tema.

Concórdia: a psicóloga Francieli falou sobre o tema com mais de 200 alunos nas Escolas de Educação Básica Eugênio Pozzo e também na Padre Izidoro Benjamin Moro.

A data

A data tem a adesão de mais de 130 países e foi criada pela Fundação Cúpula Mundial da Mulher (WWSF) no ano 2000 e tem como objetivo dar visibilidade ao problema e à necessidade de desenvolver programas e projetos de prevenção sobre o tema.

Denuncie

É importante ressaltar que a Polícia Civil tem diversos canais que podem ser acionados pelas vítimas ou seus familiares que atendem 24 horas por dia. Além do site da PCSC é possível fazer denúncia pelo 181 ou procurar a DPCAMI, sempre lembrando que qualquer delegacia está apta a receber uma denúncia de abuso infantil.