Após a prisão, a dupla foi conduzida até a Central de Plantão Policial do Continente | Foto Divulgação
Após a prisão, a dupla foi conduzida até a Central de Plantão Policial do Continente | Foto Divulgação

A Polícia Civil de Santa Catarina por meio da Divisão de Investigação Criminal de São José, com o apoio da DIC de Palhoça, prendeu no início da noite de quinta-feira (14) R.K, 25 anos, principal suspeito do homicídio praticado contra o argentino Gustavo Bergonzi.

O corpo da vítima foi encontrado em sua residência, nesta terça-feira (12) mutilados,  além do que foram feitas inscrições bíblicas e um símbolo judaico na parede da sala.

Após investigações, a polícia recebeu a informação que o suspeito estaria escondido em Palhoça e planejando fugir.

No local da prisão foram encontrados objetos que comprovam a participação do suspeito no crime.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?