A questão dos guinchos em Jaraguá do Sul ganhou mais um desdobramento. A Diretoria de Trânsito da Prefeitura enviou para o Detran SC (Departamento Estadual de Trânsito), em Florianópolis, a documentação completa para a instalação do novo pátio e regulamentação do serviço na cidade. De acordo com o diretor Irio Riegel, três empresas foram cadastradas para guinchar os automóveis autuados nas fiscalizações feitas pela Polícia Militar, por exemplo. Apesar de haver toda a documentação para a instalação do serviço na cidade, ainda há um impasse. Segundo Irio, o Detran SC considera que há dois pátios no município, o que não é aceito pelo órgão. “O pátio do G-truck não está na ativa, mas nós respondemos por ele. O pátio antigo é responsabilidade da Prefeitura. Mas a gente está chegando nos finalmentes”, comenta o diretor, ao explicar que uma reunião na próxima terça-feira (31), na Capital, vai dar um parecer final para a questão. A empresa G-truck abandonou o pátio antigo após o término do contrato. A Prefeitura pretende realizar um leilão para retirar os veículos que estão em um terreno localizado no bairro Vila Nova. Além disso, há um impasse jurídico ainda em curso. A antiga prestadora do serviço cobra na Justiça R$ 8,5 milhões do município pelas diárias de 760 veículos que estavam no pátio. O contrato para a prestação dos serviços encerrou em outubro de 2014. O novo pátio vai funcionar em um terreno alugado no bairro Nereu Ramos. O serviço vai ser administrado pela Diretoria de Trânsito. Três servidores vão trabalhar no local, que já conta com toda a infraestrutura para o funcionamento. A segurança do local será feita por uma empresa terceirizada. “O terreno foi cercado, há computadores para fazer o cadastro dos veículos, internet e telefone. A estrutura está pronta”, afirma o diretor. Se o Detran SC der um parecer favorável, o serviço deve entrar em funcionamento em menos de 30 dias.