A soldado da Polícia Militar de Santa Catarina Caroline Plescht, de 32 anos, foi assassinada na noite de segunda-feira (26), em Natal, capital do Rio Grande do Norte. Caroline passava as férias com o marido, o sargento da PM Marcos Paulo da Cruz. O casal de policiais militares estava em uma pizzaria por volta das 21h. Dois homens armados entraram no estabelecimento e anunciaram um assalto. Os marginais perceberam que os dois eram policiais militares. Eles fizeram Caroline e Marcos ficarem de joelhos e deram dois tiros e cada um deles. O sargento foi atingido no ombro e está internado em estado estável. Já a soldado levou um tiro no peito e não resistindo aos ferimentos. Ela morreu antes de chegar no hospital. Os dois bandidos não foram presos. Plescht era lotada na 3ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar, em Chapecó. A policial militar ingressou na Corporação em outubro de 2013. O Comando-geral da PM emitiu uma nota lamentando a morte da policial militar. “A Polícia Militar de Santa Catarina está de luto e lamenta o fato de pessoas serem vítimas de homicídio pelo simples fato de terem escolhido a polícia como profissão”, diz o comunicado. A PM e está deslocando o chefe de gabinete do Comando-geral e uma assistente social para fornecer suporte psicológico ao sargento Marcos Paulo. A Polícia Militar também vai realizar todas as medidas necessárias para o translado do corpo da soldado Caroline Plescht. A Polícia Militar divulgou um vídeo sobre a morte da policial: