Resumo da notícia:

  • Um grupo de estrangeiros foi preso na última quarta-feira (13), em Florianópolis
  • Eles são acusados de arrombar e furtar residências da região
  • Somente em uma das casas invadidas, os criminosos levaram R$ 70 mil em objetos
  • Quatro presos são oriundos do Chile e um, do Peru

 

Na última quarta-feira (13), a Polícia Civil prendeu um grupo de estrangeiros acusado de arrombar e furtar residências em Florianópolis. Quatro dos envolvidos são oriundos do Chile e um, do Peru.

Conforme os policiais, três deles tiveram prisão preventiva decretada (um homem e uma mulher do Chile e um homem do Peru), e dois chilenos foram autuados em flagrante. Os agentes recuperaram algumas joias, dinheiro, bolsas de marcas, roupas, relógios e óculos.

 

 

Segundo o delegado João Loss, as prisões preventivas foram decretadas a pedido da Polícia Civil em investigação que começou há cerca de 20 dias.

“São integrantes de uma quadrilha e estavam sendo monitorados desde a semana passada. Agiam arrombando as casas com chaves e furtavam tudo o que viam pela frente, como joias, bolsas caras, objetos e iam embora. Numa das casas levaram R$ 70 mil em produtos”, afirmou.

Os alvos estavam hospedados em dois hostels da Barra da Lagoa. As prisões foram no Morro da Lagoa e em um posto de combustíveis no Parque São Jorge, na Capital.

Houve apoio de um agente da Polícia Federal, da Diretoria de Inteligência (DINI) da Secretaria de Segurança Pública e das Divisões de Investigação Criminal (DICs) de Palhoça e Tubarão.

 

Receba no seu WhatsApp somente notícias sobre Segurança Pública da região (Trânsito, Operações Policiais. etc...):

Whatsapp

Grupo OCP Segurança

Telegram

OCP Segurança