A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia da Criança, Adolescente, Mulher Idoso (DPCAMI) da Capital, prendeu um homem de 32 anos suspeito de aplicar golpes em mulheres que conhecia em aplicativos de relacionamento. A ação foi na sexta-feira (6), quando os policiais cumpriram prisão preventiva dele.

Segundo o delegado Flávio Lima e Silva Júnior, da DPCAMI, após conquistar a confiança das vítimas, o suspeito dizia ser portador de doença grave no cérebro e que precisava de dinheiro para tratamento médico, prometendo o pagamento posterior, o que não ocorria. “Além disso, ele também promovia vaquinha na internet para arrecadar dinheiro para este suposto tratamento”, afirmou o delegado.

Homem foi preso pela equipe da Delegacia de Polícia da Criança, Adolescente, Mulher Idoso (DPCAMI) da Capital | Foto Divulgação

Mas, de acordo com as investigações, o homem nunca esteve com a doença alegada, a qual foi utilizada para causar prejuízo às vítimas, no valor aproximado de R$ 250 mil.

Além de responder pelo crime de estelionato, o suspeito é investigado por praticar furto e lavagem de dinheiro, pois os valores obtidos ilicitamente eram ocultados em contas criadas em sites de jogos on-line.

Receba as notícias do OCP no WhatsApp: